constelação familiar (33) frustração (28) Bert Hellinger (21) alegria (21) amor (18) família (18) constelação (14) doença (13) casamento (11) dinheiro (9) felicidade (9) relacionamento (9) confusão (8) depressão (8) problemas (8) separação (8) tristeza (8) consequência (6) depressão masculina (6) filhos (6) morte (6) desgaste (5) desordem (5) dor (5) familiar (5) gravidez (5) sucesso (5) casal (4) crianças (4) sistemica (4) trabalho (4) alzheimer (3) amor fraternal (3) carência (3) crise (3) dificuldade (3) dificuldades na leitura fala e aprendizado (3) equilíbrio (3) excesso (3) fidelidade (3) fome (3) medicina (3) mudança (3) mulher (3) mãe (3) riqueza (3) sintomas (3) solidão (3) traumas (3) abandono (2) adolescente (2) alcoolismo (2) assassinato (2) autoconhecimento (2) cancer (2) constatação (2) cuidado (2) emprego (2) espirros (2) estresse (2) exame (2) gasto (2) mentira (2) mioma (2) monstros (2) médico (2) pais (2) perdão (2) profissão (2) saúde (2) sobrevivência (2) suicídio (2) tosse (2) 10 cartórios (1) Joel Aleixo (1) acidente (1) alcoólatra (1) apetite insaciável (1) barriga (1) bebê (1) beleza (1) bullying (1) cabelo (1) cabeça (1) cansaço (1) certidão (1) chapinha (1) cidadania (1) crime (1) cromossomo (1) cão (1) dengue (1) descobertas (1) descontrole (1) descuido (1) desemprego (1) detran (1) dia-a-dia (1) diarréia (1) dor nas costas (1) dúvida (1) empresa (1) esterelidade masculina (1) estética (1) exercício (1) florais (1) gato (1) gripe suína (1) guerra (1) habilitação (1) homem (1) idoso (1) independência (1) irmãos (1) irmãs (1) juventude (1) klinefelter (1) livro (1) mal estar (1) mamografia (1) mosquito (1) mãe solteira (1) namoro (1) noivado (1) novidade (1) odiar os homens (1) paciente (1) poder judiciário (1) poupatempo (1) progressiva (1) pênis (1) remédio (1) representante (1) segredo (1) seios (1) síndrome (1) tarot (1) teimosia (1) teste (1) tragédia (1) traição (1) vacina (1) verme (1) violência (1) visual (1) água (1) ética (1) útero (1)

Constelações Sistêmicas: Como funciona um workshop?

Este é um trabalho feito em grupo; existe a possibilidade de se constelar individualmente, em consultório, mas para muitas questões o trabalho feito em grupo é mais rico.

O "grupo" é formado por pessoas interessadas em "constelar" (colocar uma questão, olhar para algo, buscar uma solução) e por pessoas que querem conhecer o trabalho, assistir ou participar pela primeira vez ou por pessoas que querem aprender mais sobre a vida, observando as dinâmicas de outras famílias.

"Limpa-se" muito um sistema apenas assistindo ou participando das dinâmicas. Chamamos isso de "pegar carona": você é chamado pelo constelado (cliente) a ser um representante específico (pai, mãe, a própria pessoa, ou até algo inanimado, como dinheiro, trabalho, etc) e lá está você vivenciando a dinâmica que você vive no seu dia a dia, na sua família, no seu trabalho. Ou até vivencia uma dinâmica que você não sabe que existe na sua família. Algumas pessoas, de tanto pegarem carona, não sentem necessidade de constelar.

Nas constelações procuramos falar o mínimo possível, para que os "representantes" apenas "sintam" e não reflitam ou racionalizem aquilo que eles "acham" que devem fazer, segundo conceitos pessoais. Por exemplo, se eu sou escolhida para ser representante da mãe do cliente/constelado, e percebo ali que a pessoa é carente, posso me autosugestionar e me comportar como uma mãe super carinhosa. Mas se o cliente/constelado precisa resolver justamente a carência, não é me comportando desta forma que eu, como representante, irei ajudar esta pessoa; pelo contrário, a mãe não será vista como se deve a fim de solucionar algo.

Neste trabalho dizemos que não julgamos ninguém do sistema (família ou grupo), pois isso faz com que tomemos partido, e isso prejudica o trabalho a tal ponto que não deve ser feito, porque o que aparece não é a verdade da alma destas pessoas do grupo (familiar ou não), e sim a vontade e julgamento do facilitador. Como facilitador, o condutor deste trabalho deve se colocar sempre neutro para que seus conceitos (e "pré" conceitos) não interfiram. Um facilitador que julga seu cliente ou toma partido não pode conduzir uma constelação. E também é da responsabilidade do facilitador estar atento às inclinações dos representantes para que não haja julgamento por parte deles; neste caso, o facilitador deve trocar o representante imediatamente. Isso realmente acontece. Por este motivo pessoas amigas, parentes e cônjuges não podem trabalhar como representantes. Os filhos não devem assistir às constelações de seus pais, nem saberem a respeito, mas os pais podem assistir ou saberem sobre as constelações dos filhos.

Cada facilitador trabalha de uma maneira, desenvolve seu jeito particular de trabalhar. O criador deste método, o alemão Bert Hellinger, já modificou profundamente a maneira como conduz suas constelações. Hoje ele trabalha de maneira muito diferente do início, da maneira como ele descreve em muitos dos seus livros. Mas isso não significa que assim ou assado seja melhor ou pior, certo ou errado. Apenas é.

A maneira como conduzo meu trabalho é de forma velada, o máximo possível, para que os representantes atuem exatamente como eles sentem fisicamente, ou por sensações emocionais. E é incrível (só assistindo para ver como funciona, descrever é difícil) como até dores os representantes sentem, cheiros, imagens, enfim.

A questão, ou melhor, o que o constelado que olhar ou resolver deve ser uma questão essencial, não uma bobagem, uma coisa corriqueira. Deve ser algo que o afeta profundamente na vida. Exemplos podem ser vistos no post "Exemplos de questões que podem ser trabalhadas no workshop"

Um livro para quem quer conhecer mais sobre este trabalho: "Constelações Familiares", Bert Hellinger, Editora Cultrix-Pensamento.

Datas dos próximos workshops: veja no canto superior da página: "Workshops e eventos".

Este trabalho não está ligado à nenhuma crença religiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
COMENTÁRIOS ENVIADOS AO MEU E-MAIL COMO "ANÔNIMO" NÃO PODEM SER RESPONDIDOS (o sistema não identifica você, então como vou responder?)

Se você quiser uma resposta rápida, pessoal e direta, mande para curapessoal@gmail.com, e não se esqueça de colocar o seu e-mail para que eu possa responder.

POSTAGENS QUE CONTEREM NOMES DE MEDICAMENTOS SERÃO DESCARTADAS (para não conduzirem à automedicação) OU EDITADAS.

Postagens que eu considerar inapropriadas por conter nomes que comprometam terceiros serão descartadas.