constelação familiar (33) frustração (28) Bert Hellinger (21) alegria (21) amor (18) família (18) constelação (14) doença (13) casamento (11) dinheiro (9) felicidade (9) relacionamento (9) confusão (8) depressão (8) problemas (8) separação (8) tristeza (8) consequência (6) depressão masculina (6) filhos (6) morte (6) desgaste (5) desordem (5) dor (5) familiar (5) gravidez (5) sucesso (5) casal (4) crianças (4) sistemica (4) trabalho (4) alzheimer (3) amor fraternal (3) carência (3) crise (3) dificuldade (3) dificuldades na leitura fala e aprendizado (3) equilíbrio (3) excesso (3) fidelidade (3) fome (3) medicina (3) mudança (3) mulher (3) mãe (3) riqueza (3) sintomas (3) solidão (3) traumas (3) abandono (2) adolescente (2) alcoolismo (2) assassinato (2) autoconhecimento (2) cancer (2) constatação (2) cuidado (2) emprego (2) espirros (2) estresse (2) exame (2) gasto (2) mentira (2) mioma (2) monstros (2) médico (2) pais (2) perdão (2) profissão (2) saúde (2) sobrevivência (2) suicídio (2) tosse (2) 10 cartórios (1) Joel Aleixo (1) acidente (1) alcoólatra (1) apetite insaciável (1) barriga (1) bebê (1) beleza (1) bullying (1) cabelo (1) cabeça (1) cansaço (1) certidão (1) chapinha (1) cidadania (1) crime (1) cromossomo (1) cão (1) dengue (1) descobertas (1) descontrole (1) descuido (1) desemprego (1) detran (1) dia-a-dia (1) diarréia (1) dor nas costas (1) dúvida (1) empresa (1) esterelidade masculina (1) estética (1) exercício (1) florais (1) gato (1) gripe suína (1) guerra (1) habilitação (1) homem (1) idoso (1) independência (1) irmãos (1) irmãs (1) juventude (1) klinefelter (1) livro (1) mal estar (1) mamografia (1) mosquito (1) mãe solteira (1) namoro (1) noivado (1) novidade (1) odiar os homens (1) paciente (1) poder judiciário (1) poupatempo (1) progressiva (1) pênis (1) remédio (1) representante (1) segredo (1) seios (1) síndrome (1) tarot (1) teimosia (1) teste (1) tragédia (1) traição (1) vacina (1) verme (1) violência (1) visual (1) água (1) ética (1) útero (1)

Constelação Empresarial: Surpresa na família


Neste tipo de Constelação uma empresa, representada por seus diretores, proprietários e/ou consultores colocam várias questões que atuam como impeditivos para seu sucesso e crescimento.

Nesta empresa especificamente, vieram o dono e sua filha. Hoje ela ocupa uma das diretorias principais. Não é importante qual o ramo de negócios.

A segunda questão colocada pela empresa (havia uma lista delas) foi olhar para o motivo pela qual a empresa não consegue seguir adiante. A diretora diz que sente que a empresa está "presa" a algo que eles não conseguem identificar.

O facilitador colocou um representante para a Empresa. Logo ele se mostra (e diz) estar ocupado, procurando alguma coisa. O facilitador abre para a entrada de qualquer pessoa que se sinta "capturada" (quando alguém sente-se parte daquela energia). Assim, logo uma pessoa entra, olhando para a Empresa. Alguns poucos minutos depois eu entrei na constelação, capturada. Dei a volta ao redor da Empresa, e ao olhar para a outra pessoa, cruzei os braços. O facilitador me perguntou o que eu sentia, eu disse estar brava mas achava que não era com ela. A Empresa diz se sentir mais leve quando a pessoa que entrou olhou para ele. A pessoa diz estar ligada à Empresa. 

O facilitador resolve então colocar uma pessoa representando o Dono. Quando o Dono entra, eu imediatamente passo a persegui-lo com o olhar. Sim, era com ele que a pessoa que eu representava estava brava. Digo que a frase que me vem à mente quando olho para o Dono era "foi injusto o que você fez".

O dono da empresa olha para filha como quem pergunta "quem é essa pessoa brava?", e a filha responde com "não sei". A constelação segue com o Dono olhando para mim sorrindo, mas eu sentia esse sorriso como uma humilhação. Depois de alguns minutos nessa afronta, o dono olha para o facilitador e diz "eu sei quem é, é meu genro (marido da outra filha)! Tive que demiti-lo, porque ele não era competente!"

Quando eu ouvi isso, me veio uma sensação afirmativa. Sim, eu representava o genro que se sentia injustiçado! Aconteceu que o dono teve um problema de saúde grave, que o deixou afastado da empresa. O genro ocupou um lugar na diretoria, mas não conseguiu levantar a empresa. Quando o dono se restabeleceu e encontrou a empresa no mesmo estágio, demitiu o genro. 

Depois de várias falas onde se reconhecia a importância do Genro na empresa, eu comecei a chorar. O que eu sentia era que o Dono era como um pai, e o Genro fez de tudo para ajudar a família. 

O dono da empresa, assistindo a tudo isso, abaixou a cabeça, em silêncio. Ouviu todas as falas, sua filha se emocionou também. Ele disse que diria tudo aquilo ao genro. Encerrou-se a constelação porque a Empresa estava forte, ao lado da outra pessoa - que era a filha presente.

Quando o facilitador perguntou "bem, qual é a próxima questão?" o dono respondeu "depois dessa? Nenhuma, acabou. Muito obrigado, estou muito surpreso e gostaria de dar um abraço no meu genro logo!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
COMENTÁRIOS ENVIADOS AO MEU E-MAIL COMO "ANÔNIMO" NÃO PODEM SER RESPONDIDOS (o sistema não identifica você, então como vou responder?)

Se você quiser uma resposta rápida, pessoal e direta, mande para curapessoal@gmail.com, e não se esqueça de colocar o seu e-mail para que eu possa responder.

POSTAGENS QUE CONTEREM NOMES DE MEDICAMENTOS SERÃO DESCARTADAS (para não conduzirem à automedicação) OU EDITADAS.

Postagens que eu considerar inapropriadas por conter nomes que comprometam terceiros serão descartadas.