constelação familiar (33) frustração (28) Bert Hellinger (21) alegria (21) amor (18) família (18) constelação (14) doença (13) casamento (11) dinheiro (9) felicidade (9) relacionamento (9) confusão (8) depressão (8) problemas (8) separação (8) tristeza (8) consequência (6) depressão masculina (6) filhos (6) morte (6) desgaste (5) desordem (5) dor (5) familiar (5) gravidez (5) sucesso (5) casal (4) crianças (4) sistemica (4) trabalho (4) alzheimer (3) amor fraternal (3) carência (3) crise (3) dificuldade (3) dificuldades na leitura fala e aprendizado (3) equilíbrio (3) excesso (3) fidelidade (3) fome (3) medicina (3) mudança (3) mulher (3) mãe (3) riqueza (3) sintomas (3) solidão (3) traumas (3) abandono (2) adolescente (2) alcoolismo (2) assassinato (2) autoconhecimento (2) cancer (2) constatação (2) cuidado (2) emprego (2) espirros (2) estresse (2) exame (2) gasto (2) mentira (2) mioma (2) monstros (2) médico (2) pais (2) perdão (2) profissão (2) saúde (2) sobrevivência (2) suicídio (2) tosse (2) 10 cartórios (1) Joel Aleixo (1) acidente (1) alcoólatra (1) apetite insaciável (1) barriga (1) bebê (1) beleza (1) bullying (1) cabelo (1) cabeça (1) cansaço (1) certidão (1) chapinha (1) cidadania (1) crime (1) cromossomo (1) cão (1) dengue (1) descobertas (1) descontrole (1) descuido (1) desemprego (1) detran (1) dia-a-dia (1) diarréia (1) dor nas costas (1) dúvida (1) empresa (1) esterelidade masculina (1) estética (1) exercício (1) florais (1) gato (1) gripe suína (1) guerra (1) habilitação (1) homem (1) idoso (1) independência (1) irmãos (1) irmãs (1) juventude (1) klinefelter (1) livro (1) mal estar (1) mamografia (1) mosquito (1) mãe solteira (1) namoro (1) noivado (1) novidade (1) odiar os homens (1) paciente (1) poder judiciário (1) poupatempo (1) progressiva (1) pênis (1) remédio (1) representante (1) segredo (1) seios (1) síndrome (1) tarot (1) teimosia (1) teste (1) tragédia (1) traição (1) vacina (1) verme (1) violência (1) visual (1) água (1) ética (1) útero (1)

Mioma: uma constelação de saúde

Num workshop de Constelações Sistêmicas cujo tema era "Saúde", mulher, 43 anos, dentista, quis olhar para dois sintomas que a mobilizam muito no dia-a-dia: a tensão nervosa e o mioma.

Colocamos, sem que ninguém soubesse qual era a questão, representantes (que também não sabiam quem representavam) para Ela, o Mioma e a Tensão. Mas senti que faltava algo, e que não era mais uma pessoa. Resolvi colocar então uma cadeira. Pedi que os 3 representantes ficassem em volta da cadeira, no meio da sala, e logo as posições mudaram: de início o Mioma quis sentar-se, mas ficou pouco, logo se levantou. Ficaram lado a lado o Mioma e a cliente (Ela). Ela ficou apoiada com as mãos no encosto da cadeira, convidando com o olhar a Tensão, que se afastou e ficou olhando tudo de frente. 

O Mioma senta-se em outra cadeira que estava para o público; senta-se e diz que estava bastante cansada e que queria descansar, tanto que pega outra cadeira e a coloca sob suas pernas. Esta segunda cadeira, sob suas pernas, fica ao lado da cadeira inicial, que ainda estava servindo de apoio para Ela, a representante da cliente. 

A Tensão apenas observa tudo, e peço à Ela que convide a Tensão a se sentar, dizendo "por favor, descanse". Depois de refletir algum tempo, a Tensão faz o movimento que indica que iria sentar-se. Então peço que o Mioma sente-se melhor, na cadeira que estava sob suas pernas, e que essa cadeira fique ao lado da primeira. Então a Tensão aceita sentar-se.

Ficou claro nessa imagem que a Tensão era na verdade o pai da cliente, enquanto que o Mioma era a mãe. Peço então que Ela fique de frente às duas pessoas, que estão sentadas lado a lado. A representante ajoelha-se a uma certa distância. Peço então que a representante saia e dê lugar à própria cliente.

A Cliente então se coloca de joelhos e fica emocionada diante do casal. E até este momento ela também pensa apenas que está frente à Tensão e ao Mioma, pois ela obviamente sabia quem estas pessoas representavam.

Peço que a Cliente diga algumas frases de reconhecimento e gratidão, e aí acrescento as palavras "Pai" e "Mãe", e ela acena com a cabeça dizendo que fazia muito sentido. E finalmente peço que ela diga "Pai, Mãe, agora carregarei vocês no meu coração, não mais no meu corpo como uma doença!"

Uma bela constelação que mostra o que uma doença pode representar - e nem imaginamos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
COMENTÁRIOS ENVIADOS AO MEU E-MAIL COMO "ANÔNIMO" NÃO PODEM SER RESPONDIDOS (o sistema não identifica você, então como vou responder?)

Se você quiser uma resposta rápida, pessoal e direta, mande para curapessoal@gmail.com, e não se esqueça de colocar o seu e-mail para que eu possa responder.

POSTAGENS QUE CONTEREM NOMES DE MEDICAMENTOS SERÃO DESCARTADAS (para não conduzirem à automedicação) OU EDITADAS.

Postagens que eu considerar inapropriadas por conter nomes que comprometam terceiros serão descartadas.